Arquivo | Clarice Lispector RSS feed for this section

Clariceando-me

16 set

Às vezes me pergunto como Clarice contaria a minha história. Como ela escreveria a minha vida se eu lhe perguntasse o que fazer com ela. Eu seria uma daquelas personagens que me encontraria dentro ou fora de mim? Que aventuras eu viveria ou deixaria de viver por suas palavras?

Se me fosse dada a oportunidade, eu pediria a Clarice que me desvendasse num longo romance. Não que isso já não aconteça nas histórias que não são sobre mim, mas acredito que se eu fosse transformada num de seus mistérios, meu reflexo seria outro. Seria eu um espelho de outra pessoa? Alguém mais livre de mim ainda que eterna?

O que Clarice me diria se eu me oferecesse a ela? Se nos déssemos de presente uma à outra? Ah! Se eu fosse uma personagem tão importante assim que merecesse ganhar um próprio livro! Mas não. Sou apenas eu me imaginando escrita pela própria inspiração. Pois Clarice já me fez em suas mulheres. Basta escolher qual.

Anúncios

Marília e Clarice

14 dez

Eu queria ser Clarice Lispector. Essa é a verdade. Eu queria publicar livros que fizessem com que as pessoas sentissem o que eu sinto quando leio Clarice. Aquele inegável espelho que reflete minha alma a cada página.

Eu sei que Clarice escreve pra mim e queria saber quem é a que me escreve a cada leitura. Como uma leitura pode ser tão avassaladora ao ponto de fazer a outra pessoa querer escrever? Querer compor tão belas palavras…

A intensidade de Clarice me assusta e me alimenta. É nela que baixo a guarda me permito ser o furacão. Se ela pode, não poderia eu também? Sempre quis poder ser essa intensidade e ser respeitada por ela como hoje é Clarice. Será que ela também tinha medo de ser tão intensa? Será que foi respeitada sempre por ser esse furacão?

Fui escrever para ver se dava conta de expressar tanto sentimento. É tanto pensamento borbulhando e uma vontade dilacerante de ser ouvida… lida. Vivida. Tento, escrevo e costumava me arrepender. Escrevo de supetão, raramente reviso. É o medo de encontrar com o erro, com a vontade de desistir. Mas resisto. Não desisto até ser Clarice. Ou melhor, Marília.